contador

rastreador

Follow by Email

Páginas

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Lei do retorno

Antigamente, quando percebia que alguém me dava uma rasteira, eu chorava, esperneava, questionava, brigava e, se pudesse, virava a mesa. Hoje, consigo concentrar meu tempo, esforço e coração só com o que importa. Ganho mais vida ao deitar todas as noites no meu lindo travesseiro de plumas e fronha lilás, com a consciência tranquila e acreditar na tal lei do retorno. Dizem que ela não falha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário