contador

rastreador

Follow by Email

Páginas

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Acredite

"No fundo, alguma coisa me diz que vai dar tudo certo. Que os caminhos são tortos mas a chegada é certa. Que há coisas bonitas esperando lá na frente, se a gente acredita. E eu acredito! Vivo de acreditar. E acredito, que o que importa mesmo, não são as pedras que encontro pelo caminho, mas sim, as flores, que carrego comigo. Dentro do coração."

O caminho certo

"O caminho do merecer é muito sincero e direto quanto às suas exigências. Merecer significa ter alcançado um nível de preparo para algo ou alguém, a ponto de não gerar decepção, desilusão ou tristeza. Não devemos nos preocupar por não merecermos algo as vezes, pois o fato de merecer não implica sempre em um grande bônus, podemos achar que estamos levando gato, quando na verdade estamos levando lebre."

Eu

"Expresso o que me toca. Não me peça pra ser impassível. Sou feita de sentir. E meu sentir faz bagunça, sobe no palco, salta do peito. Gosto de viver assim: des-me-di-da-men-te-a-pai-xo-na-da. 
Quisera eu, ser feita de silêncios. Daqueles que restauram e espelham. Daqueles que traduzem. Tem muito barulho por aqui. Tem o riso solto, a alegria escancarada, a música alta. Tem a vontade de realizar e uma implicância danada com essa coisa de se bastar. Uma fé infantil no futuro." 

A


Vamos combinar assim?

Vamos combinar assim?

Me viro

"Não sei se viro menina, se viro mãe, se viro todas
Se viro artista, se viro vento ou viajante
Viro santa ou viro doida
Quem sabe viro onça
Viro a mesa, viro o jogo, viro a página,
viro a vida do avesso e viro outras
Sim, eu me viro."

Vida, fazer valer a pena

Tudo isso pra dizer que não importa o que aconteça, tem sempre aqueles que não soltarão da nossa mão. Tem sempre um aprendizado, um recomeço, um fôlego novo a cada dia. Basta abrir os olhinhos pra poder enxergar. E o que parecia um beco sem saída, não passava de uma rua estreita que ia dar numa avenida, grande, cheia de possibilidades...
Maravilhoso dia * ....*

Recuar? Calar?Desistir?

Intensa, sim. Sensível, um monte. Atrevida, não nego. 
De armadura valente, essência repleta de sentir e um coração molenga, sigo cortejando flores e dissabores.
De cabelos avermelhados e esmaltes quase sempre descascados, levo na bolsa uma agenda cheia de ideias, na mente uma imaginação sem limites, na boca uma língua afiada, no documento uma idade que muitos duvidam e no peito um coração devaneador. 
Sou daquelas que sonham alto, que acreditam mesmo que o vento não esteja a favor, que buscam mesmo enxergando longe demais o ponto a ser alcançado, que tentam e não desistem até que a linha de chegada revele suas surpresas. 
Não vejo a vida com lentes cor de arco-íris. Na minha bagagem não cabem promessas nem utopias mas uma tendência desenfreada à esperança. O que você chama de otimismo eu prefiro chamar de confiança e de fé. De um querer infinito. De uma coragem pulsante da qual me visto pra poder viver.
Já fui acometida pelo cansaço que desencoraja os sonhadores. Mas sou movida por uma teimosia e uma vontade de realizar que me põem de pé todas as manhãs. As inseguranças podem até me fazer visita mas não têm morada aqui. Elas não prendem meus passos.
Eu bem que tentei. Já quis ser diferente. Já bolei metas num papel. Esperar menos, tolerar mais. Apegar menos, abstrair mais. Me importar menos, relaxar mais. Insistir menos, dessintonizar mais.
Não deu, não dá. Cada detalhe molda meus acabamentos. Cada ruína compõe meus alicerces. Cada estação, cada fase, cada vitória e fracasso me fizeram hoje ser quem pode muitas vezes até duvidar das pessoas e de suas intenções mas continua a apostar na vida.
E não guardo segredos. Não teço mistérios. Minha teoria é simples. Meu sentir é exagerado. Me jogo, me lasco, me entrego, me esfolo inteira. Melhor do que viver pela metade. Amar pela metade. Acreditar pela metade. Pra tombo há remédio, há refazer. Pra sonho desperdiçado, não.
Por isso gasto meus sorrisos, não passo vontades, não guardo choros, não contenho gritos. Por isso insisto em desafiar o tempo e as pedras do caminho. No meio do furacão, saio devastada mas sobrevivo à tempestade. E não paro, e não me basto.
Recuar? Calar? Desistir? Verbos inexistentes no dicionário que inventei pra mim. Eu quero é pagar pra ver o final feliz acontecer. E fim.
DéhLima*

Lei do retorno

Antigamente, quando percebia que alguém me dava uma rasteira, eu chorava, esperneava, questionava, brigava e, se pudesse, virava a mesa. Hoje, consigo concentrar meu tempo, esforço e coração só com o que importa. Ganho mais vida ao deitar todas as noites no meu lindo travesseiro de plumas e fronha lilás, com a consciência tranquila e acreditar na tal lei do retorno. Dizem que ela não falha.

domingo, 16 de junho de 2013

Viver no sentido mais completo

"Viver, no sentido mais completo da palavra, é para os corajosos. Para os que não têm medo da entrega. E da recompensa. Já que a vida é via de duas mãos, vai e vem, dá e recebe, a gente tem que entender que é vivendo que recebemos a melhor coisa do mundo: o aprendizado." 

Mudanças

Já fui exemplo de que muita mulher não queria ser. Hoje eu quero me olhar no espelho e ter orgulho pela minha mudança. Orgulho de ter me transformado em uma pessoa melhor, orgulho de mim. Não quero ser exemplo pra ninguém, quero ser exemplo pra mim mesma.

Teoria ?

Por isso as teorias não nos levam a lugar nenhum, mas elas podem apontar a direção. Cada um tem seu tempo para abandonar as dores ou para florescer. Somos iguais pelas desigualdades interiores. O desapego pode ser uma desenssibilização entre a lembrança e o que você sente. A tela mental traz consigo uma emoção correspondente. É possível lembrar sem doer, mesmo logo depois da dor? É possível, mas improvável penso eu. E impossível simplesmente não passar por ela. É preciso atravessar, doer, para aí então saber o que fazer com o que sobrou ou renasceu. Vivemos mais nas nossas fugas do que realmente aceitando e atravessando por inteiro nossas tormentas. Talvez, talvez, a cura esteja após isso. É preciso disposição. Sinto que todos nós ficamos pela metade, sem encarar a parte da gente de uma vez só, e que nos assusta.

Intensa

Sempre fui o tipo de pessoa intensa. Que quer tudo muito, que quer tudo agora, que quer sempre mais! E me espanto com pessoas que vivem de "quases". Quase sentimentos, quase realizadas, quase felizes. Aqui é oito ou oitenta. Ou você me quermuito, ou você nunca me quis. Ou você vai comigo até o fim do mundo, ou nem me convida pra sair. Ou você me diz o que sente, ou vai embora.
Prefiro pessoas de verdade. Pessoas que errem e riam de seus erros, pessoas inteligentes que saibam que erros são necessários para que possamos crescer e aprender. Pessoas que não vão te julgar pelo que você é ou pelo que faz. Quero pessoas de verdade que vivam todos momentos intensamente, que me abracem forte, que riam comigo até chorar e que joguem tudo pro alto e saiam por aí, apenas querendo ser feliz.
Porque na real? O mundo precisa de pessoas assim.

Sempre te amei





"Eu decorei suas fraquezas, acalmei seus pesadelos. Conheço histórias de sua infância, dores e repulsas. Sou sua caixa-preta, sua cópia de segurança, seu diário, seu esconderijo na parede. Poderia imitar sua caligrafia, poderia escrever sua biografia, listar o material escolar da 5ª série, recordá-la da capa de bichinhos coloridos da cartilha Alegria de Saber. Você não escondeu nenhuma resposta de minhas perguntas. Nenhuma gaveta para a minha curiosidade. Nunca se revelou tanto para outra pessoa. Expôs quem odiava no Ensino Médio, quem amava, quais as gafes e as covardias que experimentou na escola. Confidenciou aquilo que seu pai gritou e que magoou fundo, aquilo que sua mãe omitiu e feriu fundo. Não tem anticorpos contra mim. Baixou as armas, depôs a mínima resistência. Se você me escolheu para confiar, devo ter o dobro de tato para falar contigo, o triplo de responsabilidade. Qualquer um conta com o direito de falhar, qualquer um desfruta da possibilidade de errar, menos eu. Sou o que realmente estudou seus pontos fracos e o lugar de suas veias. Perdi a desculpa do acidente, a vantagem do lapso. Sou o mais perigoso, portanto tenho a obrigação de defendê-la de mim. Tudo o que ouvi a seu respeito não posso empregar para agredi-la. Cada desabafo que me confiou não serve para nada, a não ser para amá-la. Não tem finalidade doméstica, nem serventia para fofoca, é uma amnésia alegre: escuto, sorrio e consolo. Não ouso soprar verdades sem sua permissão. São arquivos protegidos. Quem ama mergulha em hipnose regressiva, firmamos um código de quietude e cumplicidade, de zelo e compromisso. Intimidade é um conteúdo perigoso, tóxico, explosivo. Há os casais que esquecem que estão levando a valiosa carga e transformam a catarse em tortura psicológica, em chantagem emocional, em sequestro moral. Suas confidências morrem comigo ou eu vou morrer nelas. Não podem retornar numa briga. Que eu morda a língua, queime a boca, mas não use jamais seus segredos. Aquilo que você me disse não é para ser devolvido. Todo segredo é um sino sem pêndulo. Não importa o que faça ou as razões da raiva, é covardia distorcer suas lembranças. Não posso rifar seus problemas, nem propor leilão dos seus medos. Minha namorada, minha noiva, minha mulher, meu amor. Eu prometo cercar seu silêncio com meu silêncio. Não nasci para julgá-la, mas para me julgar e, assim, merecê-la."

quarta-feira, 29 de maio de 2013

vai

Vai, menina. Desabotoa essa raiva, rasga essa angústia, berra tua indignação. Mas preserve seu coração deste veneno. Não intoxique seu sorriso com essa dor. Chore as lágrimas mais honestas que estiverem embargando tua voz, enrugando tua face, mas livre-se deste entrave.
Vai, menina. O mundo não magoou você, mas o egoísmo arranjou uma brecha para te atingir. Reposicione-se, retome suas forças, empurre este inverno para bem longe daqui.
Não vês que doer não é pecado? Mas abra espaço para respirar, você ainda pode dançar e crescer. Você ainda pode permanecer onde está ou desaparecer. Você pode fazer tudo o que for cura para tua tristeza, mas não a embrulhe nesta tua delicadeza.
Vai, menina, grite para o vento que já doeu demais, que você quer viver agora outro momento. Que você está pronta para receber a paz.

distancia

Depois de um tempo, a gente entende que não há distância para aqueles que se amam, contrariando o que dizem a quilometragem, a diferença de fuso, o tanto de afastamento dos olhos. Porque o olhar que importa é o olhar que ama, é o olhar que sente, é o olhar que abençoa, e esse olha de qualquer lugar. A gente entende que estar perto do corpo não significa necessariamente estar no coração. Porque para se estar no coração é preciso mais do que a presença física de olhos, ouvidos, toque, pele, voz. Para se estar no coração, adivinhe só: é preciso amor. E o amor é essa ponte que nos leva a qualquer destino de maneira instantânea.
É a facilidade do encontro, a beleza dele, o riso dele, a intimidade que é descanso, a história dele toda, que cria e mantêm proximidade, não é o corpo. O corpo é a casa querida e temporária, às vezes desejada, de quem a gente ama, mas não é quem a gente ama. E nós podemos estar longe da casa e desfrutar dos sentimentos que tudo o que ela abriga nos desperta, um jeito de estar lá. Sem poesia, um corpo não floresce diante do nosso olhar. A primavera que reconhecemos numa outra vida tem a ver com a primavera que acontece em nós quando a nossa emoção, de alguma forma, a encontra. Parece mágico e é também. Mas é afeto, sobretudo.
É claro que quando se ama, a gente quer estar perto fisicamente. Poucas coisas são tão prazerosas quanto apreciar ao vivo o sorriso bom de quem amamos, as diferentes maneiras de expressar com o corpo as mais variadas emoções. Acontece que, por uma fantástica capacidade do amor, nós conseguimos estar próximos mesmo quando não estamos. O sentimento não tem paredes, já notou? Quem tiver o coração todo desenhado com esquadro e compasso talvez não consiga entender. Para ver o que não está disponível do lado de fora, é preciso conseguir ver do lado de dentro. Esse, seja qual for a distância, é o olhar que faz toda diferença.
Na vizinhança dos vinte anos, um namorado me deu um livro lindo do Richard Bach, autor de “Fernão Capelo Gaivota”, intitulado “Longe é um lugar que não existe”. Um livro fino, pouco texto, e ao mesmo tempo grandioso. Num trecho, o autor faz uma indagação da qual nunca esqueci, algo mais ou menos assim: “(...) se você quer estar com alguém a quem ama, já não está lá?” A mente é capaz de coisas incríveis, mas, em geral, nós aprendemos a lidar com a vida de uma maneira muito restrita, muito aquém das possibilidades das quais potencialmente dispomos. Nós nos acostumamos a experimentar os nossos cinco abençoados sentidos como se tudo girasse em torno deles de forma exclusiva. Mas, depois de um tempo, depois de algum caminho percorrido, a gente começa a descobrir que não é só isso. Por mais distante que seja, nós podemos ir onde o sentimento nos levar. Podemos ir e sentir um conforto imenso ao encontrar o que está lá. Quem está lá.

Ana Jácomo


segunda-feira, 20 de maio de 2013

sabe


Fé, força e foco

Já vivi dias de tédio, de medo, de sorrisos e de flores. Já tive que me afogar no travesseiro pra ninguém perceber as minhas lágrimas que, de tão teimosas, caiam sem pedir licença. Corri com medo de não chegar a tempo na aula, em casa e na vida. Já tive vontade de sumir porque achava que os problemas eram demais pra mim, que a saudade era tamanha que eu jamais conseguiria me livrar dela e ser feliz de verdade. Mas ainda bem que eu estava enganada. Ainda bem. Tenho me tornado uma mulher forte, por necessidade, eu admito, e tenho percebido que por mais longa e doída que seja a minha angústia, ela passa e me ensina a juntar novas forças e encarar os amanhãs. Tenho crescido e percebido como é importante sonhar mas com os pés no chão. Porque o tempo dos contos de fadas já se foi, a coleção de figurinhas coloridas também e a vida cobra de mim - mais do que eu esperava. E, mais do que nunca, eu sei que mesmo me despedaçando as vezes, preciso me reintegrar pra me tornar completa.

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Obrigada

"...Eu tive e continuo a ter pessoas que me deram a mão e nunca a soltaram, que percorreram esse caminho comigo - ainda que só por um tempo - mas só fizeram somar na minha vida."
Algumas no passado, outras continuam comigo a anos, guardadas no coração, na memória, na divida de gratidão, anjos em forma de seres humanos que nem me conheciam, alguns que praticamente viveram a minha dor, alguns que a tiraram daqui de dentro do peito, que choraram riram e ao meu lado me ajudaram a superar o que a vida ou as circunstâncias imporão. Todos direta ou indiretamente me ajudaram a ser o que sou.O meu carinho e o meu amor à vcs anjos da minha vida, amigos, e amores.Não poderia dar nomes aos ANJOS pois são muitos, mas sei que estou guardada no coração de tds.

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Pira


Mundo


Mente e corpo


Déorah Lima

Descubro o que é ser forte lutando contra meus próprios desejos e criando antídotos para meus próprios venenos. Sabotando minhas vontades malucas. Silenciando minha insanidade. Inventando um lado racional mandão, que briga constantemente com meu lado emocional fraquinho. [...] Então, quando o dia vai nascendo, faço uma análise minuciosa dos meus atos falhos e de quantas vezes durante aquele dia eu encarei o abismo por falta de amor-próprio, e em tudo o que não devo repetir hoje. Me sinto forte a partir daí, por resistir aos contrários sem me perder, sem perder a memória e esquecer quem sou.W quem me conhece sabe bem, o quanto sou 360, em amor, em carinho, em amizade, e agradecimento, em lutar pela minha verdade.
Déh Lima*

Deus

"Hoje inevitavelmente o refletir me invade. E não encontro a perfeição como meta ou trajetória de vida mas também não coleciono derrotas. Vejo expostos e pesados na balança um amor que é todo meu, uma família que merece o título, amigos de mais de uma década, um diploma, um lar, fotografias que revelam e eternizam bons momentos vividos, saúde, força e bençãos que, como presentes, Deus me dá e renova diariamente."

Sempre





 A vida nos ensina, com milhões de tombos diários, que se encolher diante da dor e do medo não nos salva. É preciso alongar a coragem e deixar o peito aberto, nada é mais forte do que a sua fé de que as coisas podem dar certo.




sábado, 4 de maio de 2013

Perecível

Só acho que as pessoas deveriam se preocupar mais com as coisas de dentro. O que tá fora, meu amigo, é completamente perecível.

Continue

A vida te dá uma rasteira e você jura que é a última vez que vai acreditar nas pessoas; que dali para frente fará tudo de outro jeito e nunca mais vai cair numa nova armadilha. A gente promete estas coisas e a única coisa que consegue é ficar um bocado mais frio e ranzinza. Além disso, sozinho.
Deixar de acreditar na vida e nas pessoas por conta de um tombo apenas afasta ainda mais a chance de felicidade. Isso não significa que acreditar novamente vai evitar novas rasteiras. A vida é assim mesmo, cabe a nós aceitar as surpresas que vierem, porque nem todas serão ruins. Continue a acreditar ;)

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Sinceridade

Por favor, hoje eu só quero claridades.
Um dia lindo. Céu limpo, pessoas transparentes e palavras claras.
Obrigada.

Força

Porque uma hora tudo se ajeita, e tudo que tanto te incomoda passa.

Porque ninguém vive só de dias ruins, uma hora o sol volta a brilhar, a vida volta a sorrir e os ventos bons voltam a soprar.

Porque uma hora passa, tudo passa, e quando tudo isso passar você vai abrir um sorriso, balançar a cabeça e ver o quanto você se tornou mais forte.
Com amor para minha filha* Káren 

Recomeço

Todo dia enfrente alguma coisa que te meta medo de verdade.
Vença, ou talvez perca, a vida é feita de batalhas, e nem sempre você irá vencer todas, mas em hipótese alguma desista.

De um passo de cada vez, mas dê o primeiro passo.
As maiores descobertas e invenções do mundo começaram do zero.
Não se importe tanto com a opinião dos outros, siga mais seu coração, ele é o único que sabe de verdade onde você quer e pode chegar.

Amoleça se necessário, o mundo precisa de mais gente que é movida pelo coração do que pela razão, mas nunca perca sua razão.
Se permita ouvir novas idéias, " uma mente que se abre a uma nova ideia, jamais retorna ao seu tamanho original."

Tente entender as pessoas, todo mundo tem o mundo a parte com suas particularidades, e respeitar isso te torna uma pessoa melhor e mais querida.
Se dedique a novos amores, mas se dedique a quem também se dedica a você. Não deixe que brinquem com seu coração, mas também não brinque com o coração de ninguém.

Recomece quantas vezes forem necessárias, a vida é feita de recomeços e nada no mundo exige mais amor próprio do que um recomeço.

sábado, 27 de abril de 2013

morra o mais vivo que puder…

Na vida vi que todas as amizades que tenho são para me deixar menos sozinho comigo mesmo. Além disso evitar saber que tudo irá acabar de um momento para o outro. Mas elas dão um colorido diferente para o passar dos anos. Algumas valem a pena cultivar, outras são passageiras e deixam uma marca, algumas temos o dever moral de levar para a vida inteira.
Com as críticas ainda tenho dificuldades, confesso que quando me dizem que sou metida a sabichona ainda fico meio doída. Acho que é pelo fato de que a pessoa ainda não me conheceu de verdade e me julga pelas minhas defesas. A prepotência que me resta é só um jeito falsamente forte que encontrei para que eu não seja inundado pelo mar de amor que sinto, mas me fragiliza.
Nos cercamos de muitas pessoas que nos fazem mal, nos colocam para baixo e subestimam nossa capacidade. Elas querem nos ajudar de um jeito que reforça nossa infantilidade e passividade na vida. Com o tempo procurei selecionar as pessoas do meu convívio. Conheci amigos maravilhosos, terminei relacionamentos que me faziam mal e cultivei bons hábitos como me encontrar sempre que possível com as pessoas que eu amo. Meus livros que eu tanto adorava ler com exclusividade absoluta agora estão um pouco de lado. Ainda os amo, mas livros sem pessoas são apenas folhas sem sentido. O verdadeiro livro que sempre quis escrever já está sendo escrito no longo dos meus dias.
Com o tempo eu percebi que a cereja do bolo da minha vida não foi composta de grandes eventos ou celebrações. Mas foi no tecido invisível dos minutos discretos que ninguém reparava. Eu sempre soube que aqueles pequenos gestos de gentileza é que realmente fazem a diferença. Acordar um pouco mais cedo para dar a mão para uma pessoa. Levantar da cama antes e pegar o copo d’água. Consolar uma lágrima que não foi anunciada. Pequenas coisas pelas quais você não vai ganhar nenhum prêmio ou recompensa e ainda assim devem ser feitas.
Hoje tenho rido muito mais de mim, sou uma desastrada. Não sei cortar uma melancia sem sujar toda a pia e ela ficar parecida com um leque torto e feio. Me perco no transito, mesmo com GPS. Falo coisas fora de hora. Confesso meu amor antes do tempo. Tolero coisas intoleráveis por mais tempo que devia. Sou uma boba incorrigível. Mas, afinal, essa é a versão improvisada de mim mesmo, sei que com o tempo esse eu de hoje será uma lembrança pálida no eu de amanhã. Então rir de mim me ajudou a não me magoar tanto ou me levar tão à sério), afinal todos somos rascunhos da vida. Perdidos como ratos pelados.

Lidar com pessoas sempre foi um desafio para mim. Sou sensível ao extremo, um sorriso me levanta e um olhar de desaprovação me derruba. Comecei a entender, a duras penas que não posso ter controle do que os outros sentem por mim. Se você me odeia problema seu, se me ama também. Pode parecer uma visão radical ou uma fala grosseira. Mas se pudesse me ouvir agora dizendo isso seria com uma voz doce e com sorriso nos olhos. O ódio que sente por mim é responsabilidade sua, o amor que sente também. O máximo que posso fazer é dançar em volta do seu coração até que seu ódio se acalme e me veja humana (com o que tenho de bom incluído) e seu amor se consolide e me veja humana (com o que tenho de pior incluído).


Já fique muito presa ao passado e tudo o que não funcionou ali. Também já fiquei afoita para que o futuro chegasse logo e ele nunca chegou quando eu queria. Então decidi colocar o rabo no meio das pernas e viver aquilo que eu consigo hoje. As vezes minha cabeça me engana e tenta me sequestrar para frente ou para trás. Então eu digo para minha mente “ei, dá uma olhadinha nesse momento entediante, podemos fazer algo com isso, que tal?” e numa fração de segundos a minha mente faceira corre para brincar comigo no presente de novo.



Meu ritmo

"Meu ritmo agora é desacelerado.
Eu aprendi a andar devagar, a ir com calma,
a esperar, deixar acontecer.
Eu não tenho pressa, já não faço promessas.
minha única urgência é de viver."

Esse é o segredo



No meio da bagunça dos dias, dos segredos que a gente carrega; dos pesos que a gente suporta; das mentiras que a gente conta pra vida; das mágoas que a gente não perdoa; dos sonhos que a gente não esquece; das cartas que a gente não manda; do choro que a gente não confessa; da saudade que não se explica; da vontade que fica só na mente; das ilusões que a gente não consegue desviar o olhar; dos boicotes a que nos entregamos; do medo que nos permitimos sufocar... No meio de toda esta bagunça, é possível que apareça alguém que poderia ser diferente, mas é exatamente igual a você. E é a disposição destas duas pessoas tão parecidas, que poderá ou não desenhar um novo caminho, onde é possível falar a verdade ou simplesmente compartilhar um silêncio que confesse, amanse e ame. É a percepção de cada uma delas, do que é realmente importante carregar ou não na mochila, que fará com que toda aquela bagunça perca o lugar de maior importância dentro do seu peito e outra coisa muito mais importante passe a habitar aquele espaço.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

RECOMEÇO

"Não faz mal se nos atrapalhamos nas páginas já viradas, se nos faltou inspiração e criatividade em tantos parágrafos, se escrevemos tantas coisas que, relendo, agora, parecem não ter sentido. O bacana da vida é essa oportunidade preciosa, reinaugurada a cada instante, de recomeçar exatamente do lugar onde estamos.”

Vc pra mim

“Estive pensando nesse mistério lindo que você é para alguém e alguém é para você ou que ainda serão um para o outro.

óbvio

“Podemos demorar bastante para perceber o óbvio: coração fechado já é dor, por natureza, e não garante nada, além de aperto e emoções mofadas.”

dor

“Tem dor que é exibida, dói com tanto estardalhaço que parece arrastar tudo o que encontra pelo caminho para doer com ela. Tem dor discreta, afeita à pouca luz, que fere com calma, cresce sem fazer ruído, e nos surpreende quando resolve nos contar que está lá. Tem dor que se camufla e se mistura tão perfeitamente às folhagens de algumas emoções, que ao sermos golpeados não conseguimos discernir a origem do ataque. Tem dor antiga que, ao longo da vida, muda de tom, em degradê, mas sempre arruma uma maneira de doer. Tem dor recém-chegada, as malas ainda no chão, que a gente não sabe sequer o nome que tem. Tem dor de tudo o que é jeito na alma.

saudade

Saudade é só uma lembrança bonita, pedindo pra acontecer outra vez. É cheiro de café fresquinho, é colher morango no quintal, depois de chegar do trabalho. É querer reviver o que valeu a pena. Que marcou, e se transformou em mais uma página bonita na vida da gente.Saudade não deve doer. Deve roubar sorrisos e trazer a certeza de que o que foi bonito fica, de alguma forma.

Sentir saudade, deixar saudade. Porque o bom é viver, para desenhar na vida das pessoas, momentos lindos e dignos de serem lembrados pra sempre.

Amor



Se você conseguir, em pensamento, sentir o cheiro da pessoa como se ele estivesse ali do seu lado, se você achar a pessoa maravilhosamente linda, mesmo ele estando de pijamas velhos, chinelos de dedo e cabelos emaranhados, se você não consegue trabalhar direito o dia todo, ansiosa pelo encontro que está marcado para a noite, se você não consegue imaginar, de maneira nenhuma, um futuro sem a pessoa ao seu lado, se você tiver a certeza que vai ver a outra envelhecendo e, mesmo assim, tiver a convicção que vai continuar sendo louca por ele, se você preferir fechar os olhos, antes de ver a outra partindo: é o amor que chegou na sua vida.

Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes na vida, poucas amam ou encontram um amor verdadeiro. Às vezes encontram e, por não prestarem atenção nesses sinais, deixam o amor passar, sem deixá-lo acontecer verdadeiramente. É o livre-arbítrio. Por isso, preste atenção nos sinais. Não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: o amor!...

quarta-feira, 17 de abril de 2013

CUIDADO



Vão Te cercar de paranoias. Vão te encher de crenças. Vão te fazer acreditar que existem barreiras e muros intransponíveis. Vão te entupir de culpa. Vão inventar castigos caso você ouse desafiá-los. Criarão criaturas bizarras para te amedrontar.
Você ouvirá histórias fantásticas de acontecimentos que foram cuidadosamente elaborados para que você não desconfie da grande mentira.
Então estarás condicionado e pronto para servi-los.
Você trabalhará para eles. Ira defende-los, exaltá-los e alguns darão até a própria vida para mantê-los no poder.
Lhes convencerão de que não és capaz de fazer nada sem eles.
Vão tentar ridicularizar aqueles que desafiá-los.
Vão tentar isolá-los.

Só poderemos saber o que há por trás dos muros se tivermos coragem de olhar para o outro lado.
Pode ser que exista um universo inteiro de possibilidades a sua disposição e você não consiga enxergar porque foi convencido de que só existe o que há ao seu redor.

Se estiver satisfeito – Boa sorte.
Se não estiver, nunca saberá o que lhe cabe se não arriscar.

Siga seu coração.

terça-feira, 16 de abril de 2013

Escravidão

 Se eu for para algum lugar, quando tudo isso chegar ao fim, sei que vou encontrar pessoas com as quais tenho alguma afinidade. Porque o céu me parece mais uma congregação de gente que passou a vida inteira com medo de dar vazão a seus reais sentimentos. Aprisionados a conceitos que anulam suas individualidades em troca de uma salvação, de um perdão, de uma aceitação que beira a paranóia. 

Se sei o valor de fazer o bem e de colocá-lo em prática, é porque o faço apenas pelo prazer e não em troca de uma recompensa. 

Esse paraíso que vendem por ai me parece mais um colégio interno. 
Então... vou continuar vivendo o que me faz sentir vivo, sem medo de estar sendo julgado por esses senhores. 

Dizem que o inferno é aqui - pode ser. Mas a monotonia é uma prisão que me parece pior. 
Sendo assim... 

Melhor aproveitar o que se tem aqui e agora. 
E que o amor nos liberte da escravidão.

Um pouco de mim

Acho que na outra encarnação me privaram das palavras.
Sinto tanta necessidade de falar, que as vezes creio que carrego comigo um trauma de outra vida.
Tenho que me controlar mesmo!
Preciso parar de dar explicações para tudo, de tentar responder a todos.
Já me senti um boçal muitas vezes.
Não sei se tenho medo do silêncio, ou se meu espírito vagou por tantos lugares, que fica nessa ansiedade de viver a vida e mostrar as coisas a quem, muitas vezes, não merece um segundo de atenção.
Não sei se sou carente de mim mesmo.

Sinceramente, preciso me calar um pouco.
Isso não quer dizer que vou me tornar um ser omisso, ou mesmo mal-educado.
Também não significa que vou deixar de me expressar...
O que tenho que controlar mesmo é o excesso.
Todo excesso faz mal.
Agora, por exemplo, não precisava estar expondo isso.
Muita gente que nem conheço vai ler e comentar o que estou escrevendo.
Coisas sobre a minha vida que nem precisava contar...
Mas eu cismo em manter minha mente trabalhando e ela gera uma necessidade enorme de colocar para fora o grande volume de informações que passa pela minha mente, e quando eu vejo, já foi tudo.

Essa não é você




Então o mundo te entope de responsabilidades e obrigações. E dizem que estas sendo julgada por um Deus todo poderoso que analisa cada um de seus passos. Que se vc não fizer exatamente o que mandam as regras serás punido e enviado para um tormento eterno de dor, angustia, incompreensão e queimará no fogo do inferno. E te impõem uma série de missões, conceitos, expectativas, ansiedades para que vc seja um exemplo. E te cobram. E jogam na tua cara quando por ventura vc comete algum erro. Mas o mundo funciona para o fracasso coletivo. Estimulando a competição onde alguém sempre sairá perdedor, e para os perdedores não há glórias, só cobranças. As cobranças chegam de todos os lados, em forma de contas, impostos, deveres sociais, conjugais, afetivos e provindas das mais diversas fontes. 
Vc já é um adulta. Precisa colocar a vida em ordem. Acordar cedo, trabalhar, produzir e se tornar alguém digna de elogios. Educar teus filhos, fazer amor com a seu marido , ser fiel, dócil, tolerante e amiga. Se tiverer uma religião melhor. Alguém para lhe indicar os caminhos. Dizem que no meio da escuridão, crer em algo superior é como ter uma lanterna nas mãos. Então vc assiste a TV e tem o desejo de ser como aqueles que estão lá dentro. Belo, famoso, cheio de amigos, muito dinheiro, mordomias e te lembras que nada disso combina com o teu cotidiano. Porém, não custa sonhar. Faz uma fé no jogo de azar do Governo, sabe que não vai ganhar merda nenhuma, mas aposta mesmo assim. Tem um time do coração e na época da copa do mundo tira a bandeira do Brasil mofada do armário e coloca na janela de casa. Discute política no botequim, mas ta cagando para o que acontece nos bastidores do legislativo.


Tu tens vontade de mandar tudo pra casa do caralho e viver no interior de uma cidade ao sul de qualquer lugar que tenha clima de verão o ano todo. Mas não tem coragem. Vc fica com raiva  do teu chefe e imagina cada detalhe sórdido desse que seria o dia da redenção de seus deveres com a empresa onde trabalha apenas pelo salário de bosta que lhe oferecem, mesmo depois de ter cursado uma faculdade e recebido um diploma. Isso não presta pra nada. Tu te lembras do taxista engenheiro que conversou contigo a última corrida inteira se vangloriando de conseguir pagar a faculdade das filhas, fazendo jornada dupla na direção de um veículo que nem a ele pertence. Quando chega a noite pega uns comprimidos para dormir e chapa na cama.

Certo dia, vc acorda de madrugada assustada e suando frio. Teve um pesadelo real. Tudo parecia real. Chegou a sentir o cheiro do cabelo queimado. Conclui que nada faz sentido se comparado com sua vida atual. Reflete um pouco mais e conclui que não faz o menor sentido se comparado com seus sonhos.

Você queria um lugar de destaque, um salário bom, uma vida confortável, mordomias no fim de semana, uma casa para passar férias com as crianças. Mas tudo que enxerga ao seu redor nem de perto se parece com suas esperanças.

O que fazer?

Liga a TV num canal qualquer, ouve palavras e testemunhos de dezenas de fiéis sorridentes por terem alcançado uma glória divina. Cogita a hipótese, mas desiste depois do pedido do líder espiritual pelo reajuste do dízimo. Vc já deve a muita gente, não há como incluir mais uns.

Pensa em fumar um cigarro, mas se esforça para se manter longe do vício que conseguiu vencer há pouco menos de 3 meses. Sente muita fome. Volta para a cama.
Daqui a poucas horas o sol vai nascer e tua rotina monótona guiará o ponteiro do teu relógio.

Quando teus olhos começam a fechar novamente, o dia amanhece.

Lembra dos ensinamentos bíblicos e torce para que um anjo apareça com um pouco de compaixão e lhe ofereça uma nova oportunidade, mas o que recebe de brinde é uma correspondência do banco lhe convidando a aceitar um empréstimo para o carro novo ou uma casa melhor.

Vc começa a se questionar onde foi que deu o primeiro passo rumo a este destino. Procura outros culpados, mas uma voz sopra no teu ouvido que nesse julgamento a ré é você.

Liga o chuveiro, toma um banho quente.
Abre o armário, pega a mesma roupa de sempre.

Veste-se, prepara o café da manhã, come o pão com manteiga e tenta relaxar olhando o movimento dos carros pela janela.

Todos estão cumprindo seus papéis.

Distraída pensando no pesadelo da noite anterior,nem percebe como a hora voa.
Sente seu corpo despencando buraco abaixo.

No momento do Impacto.

Sente uma mão afagar seus cabelos e um beijo no Rosto.

- Amor, está tudo bem com você?

- Sim meu bem. Está tudo bem.

E começa mais um dia.
“Não precisa ser muito inteligente pra entender “.

Não custa nada Lembrar




Um dia você vai aprender que nem todo mundo que te elogia quer teu bem e que nem todo aquele que te critica quer teu mal. Vai entender que aqueles que te odeiam muitas vezes o fazem por desejarem estar no seu lugar.

Que ser determinado é diferente de ser inconveniente. Que ter disciplina é fundamental para desfrutar da liberdade. Que ninguém é totalmente bom e nem totalmente mau.

Vai perceber que todo mundo tem um preço, mas que nem todos estão a venda. Vai notar que aquele que muito se faz de humilde não sabe o que de fato seja humildade. Que quem muito ostenta é porque pouco tem para mostrar. Que maturidade é olhar para si sem ignorar o outro. É aceitar também que os estejam próximos tenham diversos defeitos assim como nós e que a amizade está em conviver com isso sem deixar de celebrar as qualidades.

Um dia você aprenderá que os jornais mentem. Que a televisão está a serviço apenas dos comerciais, que a vida das celebridades não é realmente como na revista e que todo mundo solta pum. 

Que ler ajuda a escrever, que o mundo não começou no dia que você nasceu, que existem pessoas com conhecimento e outras apenas com informação.

Vai notar que sabedoria é mais do que ter cultura e que tem mais gente culta do que Sábia. Que ser inteligente é diferente de ser esperto, e que para ser esperto não é preciso enganar os outros.

Vai notar que há quem fale bonito e não tenha nada a dizer e há quem não saiba conjugar um verbo corretamente mas consiga expressar o que é preciso, na hora em que é preciso.

Vai perceber que é preciso ouvir, mas que ficar sempre calado é omissão.

Poder ser que entenda que liberdade de expressão não significa agredir sem consequências, que democracia só existe onde todos que façam parte dela tenham consciência do que seja uma democracia e que o Estado não está nos fazendo favor. Nós pagamos impostos.

Vai notar que numa sociedade somos sócios e que existem problemas que são comuns a todos nós e que se não nos unirmos para resolvê-los mais cedo ou mais tarde eles nos atingirão.

Vai descobrir que o atraso na educação facilita a manipulação das massas. Que autoridades não gostam de ser questionadas. Que tem muita gente que trabalha para manter a calamidade sem saber e ainda acha graça e faz piada disso.

Vai entender que existe limite para tudo e que para saber qual será o seu limite terá que ultrapassá-lo, contudo tendo consciência de que existem consequências e algumas sem volta. Que é no equilíbrio que se encontra a harmonia e que para chegar a este estágio será preciso bem mais do que apenas citá-lo.

Entenderá que é mais interessante nos ver brigando uns com os outros do que unidos em prol do crescimento coletivo. Que nos dividiram por classes, cor, credo e raças porque fica mais simples de controlar.

Um dia você vai aprender que tem tanta coisa para aprender por aqui e que essa é nossa função nessa existência que então perceberá o quão pequeno é perto do universo que existe ao redor. E quando tiveres a consciência de que tudo que acontece na sua vida seja fruto apenas de suas escolhas, então não apontarás mais o dedo para culpar ninguém pelo que não conquistou. E muito menos colocará a responsabilidade da sua felicidade em outro que não em ti mesmo.

Que cada um usa as armas que tem, mas que é preciso responsabilidade e respeito aos que estão próximo para que estas armas não sejam usadas para prejudicar os outros e consequentemente a você. Que todos temos um dom, uma capacidade e o direito de optar por ser apenas mais um ou deixar sua própria história marcada.

Nesse dia você aprenderá, que ainda não sabe de nada. 

Então começará uma nova busca...

sexta-feira, 5 de abril de 2013

"E depois da chuva?


"E depois da chuva?

Se a cada vez que a chuva caísse tudo pudesse se renovar e as palavras se tornassem mais doces, as promessas mais válidas, ela teria, ao menos pra mim, a simbologia do cinema confirmada. Assim como me foi dito por um professor que a chuva significa, no cinema, mudança, transformação. É, então, o que espero a cada chuva que cai e purifica a cidade, torna o céu cinzento para prepará-lo ao sol que promete brilhar. Ah, que bom seria ter a confirmação de tudo de que é esperado, ver as pessoas mais conscientes por atos próprios, reformulando palavras e repensando sobre as já lançadas.
Me parece que de nada vale preparar-se e imaginar saídas para determinadas situações, você sempre é surpreendido por aqueles que fazem a ação e as circunstâncias são sempre tão inesperadas, bem como a leve precipitação que pode transformar-se em enchente.
Passamos a ver as sombras e conseqüências dos feitos. Mesmo que você pense nas melhores lembranças, vezes ou outras o mal é lembrado e uma vez mais você tenta ter esperança de tudo se ajeitar.
Então me questiono: E o pós-chuva? O que nos reserva?
Desejo mais consciência e fundamento nas críticas, mais sensibilidade e desapego ao individualismo. Mais olhares, conversas, disposição para entendimento. Por fim, que estes não sejam apenas desejos.
Cá estou a esperar a próxima chuva e a renovação de pessoas e sentimentos."

SIGA A DICA,E SEJA FELIZ!
;)

Amor


A arte de amar


Desperdício

Então você entende que todo sentimento não retribuído, que todo sorriso dado em vão , que todo amor que você deu e não recebeu de volta é desperdício.

O mundo ta ai necessitando de gente que ame e se doe como você e você ai se desgastando com gente que não merece nem uma das lágrimas que você derrubou.

Segue o jogo, segue a vida porque o que é seu, de alguma forma dá um jeito de chegar até você.

Você

Que suas lembranças não sejam feitas de coisas que você não disse.

Que você não perca sua vida tentando ganha-la.
Que sua felicidade não seja construída na base de outras pessoas.

Que sua alegria não seja feita pelos tropeços de outros.
Que todas as coisas boas que você alcançar, seja construída pelo seu esforço, que você nunca precisa passar por cima de ninguém.

E que você entenda que pra ser feliz você depende apenas de si mesmo.

Sou eu

"Quero é te ver, dando voltas no mundo indo atrás de você.
E sabe o que ?
Rezando pra um dia você se encontrar e perceber que o que falta em você, sou eu ! "

Erros


Muito mais erros do que acertos, porém procuro olhar pelo lado bom.
É da nossa natureza aprendermos mais com os erros e na dificuldade.
São incontáveis as vezes que me magoei com você, assim como também são inúmeras as vezes que te magoei.

Mas diante de tantos erros o que explica mesmo assim nos amarmos tanto ?
Nada !
Se você explica o que sente você não ama, o amor foge a todas as explicações possíveis.

Até hoje ainda dou um sorriso quando recebo uma mensagem sua, ou quando você fica com ciúmes.
Até hoje meu dia é vazio quando a gente não se fala e eu te conto minhas aventuras de como salvei o mundo na minha fantasia desses dias chatos.

Uma vez me disseram : "diga-me quem mais você perdoou na sua vida e então eu te direi quem você mais amou."

E até hoje você balança meu mundo, colori minha vida, simplifica meus quebra cabeças e torna meus mistérios, em questões simples.

Afinal, se não eu, quem vai fazer você feliz ?

terça-feira, 2 de abril de 2013

Carta de uma MÃE para sua FILHA


“Minha querida menina, no dia que você perceber que estou envelhecendo, eu peço a você para ser paciente, mas acima de tudo, tentar entender pelo o que estarei passando. Se quando conversarmos, eu repetir a mesma coisa dezenas de vezes, não me interrompa dizendo: “Você disse a mesma coisa um minuto atrás”. Apenas ouça, por favor. Tente se lembrar das vezes quando você era uma criança e eu li a mesma história noite após noite até você dormir.
Quando eu não quiser tomar banho, não se zangue e não me encabule. Lembra de quando você era criança eu tinha que correr atrás de você dando desculpas e tentando colocar você no banho?
Quando você perceber que tenho dificuldades com novas tecnologias, me dê tempo para aprender e não me olhe daquele jeito...lembre-se, querida, de como eu pacientemente ensinei a você muitas coisas, como comer direito, vestir-se, arrumar seu cabelo e lhe dar com os problemas da vida todos os dias...o dia que você ver que estou envelhecendo, eu lhe peço para ser paciente, mas acima de tudo, tentar entender pelo o que estarei passando. Se eu ocasionalmente me perder em uma conversa, dê-me tempo para lembrar e se eu não conseguir, não fique nervosa, impaciente ou arrogante. Apenas lembre-se, em seu coração, que a coisa mais importante para mim é estar com você.
E quando eu envelhecer e minhas pernas não me permitirem andar tão rápido quanto antes, me dê sua mão da mesma maneira que eu lhe ofereci a minha em seus primeiros passos. Quando este dia chegar, não se sinta triste. Apenas fique comigo e me entenda, enquanto termino minha vida com amor.
Eu vou adorar e agradecer pelo tempo e alegria que compartilhamos. Com um sorriso e o imenso amor que sempre tive por você, eu apenas quero dizer, eu te amo minha querida filha.”

terça-feira, 26 de março de 2013

celebrar a vida


Excelente Terça pra todos! Vem comigo! ♥
"Já que a semana está em branco e um novo dia sorri, vamos escrever a vida. Sem medo. Sem aquela expectativa surreal de ter-que-fazer-perfeito. Sem aquela cobrança de fazer tudo o que queremos (e não o que precisamos).
Que tal pararmos de pular a primeira página pra treinar a letra ideal? Vamos escrever do jeito que for, afinando e desafinando, errando e acertando e - sempre - amando e aceitando o melhor e o pior que existe em nós. Afinal, cada dia é um novo ano. E a gente merece ser feliz e recomeçar sempre.
(Quantas vezes for preciso)."
Déh Lima*